A Melancolia como ponto de partida para a Criatividade: disposição transformadora “do cinzento ao matizado”

27 de abril de 2018

RESUMO: A pesquisa tem como objetivo dissertar sobre a possível relação entre melancolia e criatividade, ao tratar dos processos e conjunturas que dizem respeito à interioridade e a sensibilidade humana. Pretende investigar as condições de vacuidade e perda de sentido que contornam a melancolia e o humor melancólico e, a partir disso, propõe uma apresentação da melancolia não como patologia, mas, sim como possível fator determinante do ato criativo. O artigo parte da pergunta aristotélica segundo a qual todos os homens que foram de exceção, na filosofia, ciências do Estado, poesia e nas artes, eram melancólicos. O estudo mostra-se relevante na medida em que poderá trazer novas possibilidades de análise e direcionamento para o entendimento da melancolia, que estejam além da usual discussão do estado melancólico como problema de sociabilidade, ou relacionado a métodos farmacológicos, ou ainda, atrelado a atos autodestrutivos como o suicídio. Serão abordadas as circunstâncias ou condições, e possíveis estímulos motivadores que possibilitam refletir sobre os estados de melancolia no existir humano.

Twitter
Instagram
Facebook