Jornalismo esportivo

Informações sobre o curso

São muitas as pessoas apaixonadas por esporte, e isso é refletido diretamente no jornalismo. Essa popularidade é tanta que os meios de comunicação precisaram se especializar no assunto e não só apenas passar para o público o básico. A graduação de jornalismo agora aborda separadamente o jornalismo esportivo, além de existirem especializações focadas somente no esporte, que tem um grande impacto na economia mundial e, principalmente, na brasileira, já que a maioria da população acompanha e vibra frequentemente com os campeonatos, principalmente de futebol.

Tudo sobre jornalismo esportivo: o que é preciso ter?

O jornalista esportivo precisa estar atento à história do esporte, às curiosidades e a tudo que está dentro do universo esportivo, seja nos campeonatos nacionais ou internacionais. Quem deseja seguir essa carreira, precisa estudar e ler muito sobre todos os esportes, não só o futebol, mesmo que este seja o carro-chefe no território brasileiro.

Além da formação em jornalismo em uma faculdade de comunicação, oficinas, documentários e cursos extras são sempre bem-vindos para adquirir cada dia mais informações sobre a história do esporte no mundo – conteúdo necessário para referenciar matérias, artigos e até mesmo narrações de campeonatos. O jornalista esportivo não pode ser apenas mais um, e sim um apaixonado nato pelo assunto em todas as suas vertentes.

O jornalista esportivo deve avaliar políticas públicas dos esportes, acompanhar de perto as atividades das federações e de tudo que representa o setor esportivo, seja na área de redação, narração ou noticiários em rádio ou TV.

Jornalismo esportivo: faculdade

Não existe um curso superior voltado exclusivamente para essa área do jornalismo, entretanto, este aspecto da profissão está incluso na grade curricular da graduação da FAPCOM. Nessa matéria, os estudantes aprendem técnicas de redação e narração, além do universo do jornalismo esportivo como um todo.