“Toda imagem é uma fórmula de emoção, um catalizador de paixões”

9 de setembro de 2015

A fala do pesquisador Dr. Norval Baitello Junior (PUC SP) foi um dos destaques do último dia do 8º Simpósio de Comunicação da FAPCOM


Por Juliete Lino, Camilla Altieri e Tati Anthero


A reflexão proposta pelo professor Norval Baitello Junior, da Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, indica a importância da imagem na construção da sociedade, desde os tempos remotos, até os dias atuais. A arte deixa de ser o foco na criação das imagens, para no capitalismo, ser uma ferramenta para gerar dinheiro, vender ideologias, estilos de vida.

09-09

O autor de “A Era da Iconofagia – Reflexões Sobre Imagem, Comunicação, Mídia e Cultura” também explicou teorias que ajudam a entender a imagem midiática. Ou melhor, a “imagem em espaço midiático”. A imagem cria e é criada pelos ambientes. Ela constrói a maneira como enxergamos as coisas. Na nossa casa, por exemplo, é comum colocar na cozinha potes de temperos, para fazer referência ao cozinhar, na sala de jantar em algumas casas encontramos quadros da Santa Ceia, que cria a imagem de realizar refeições. Esses e outros conceitos foram levantados durante o Simpósio que reuniu docentes, alunos e convidados.

O Simpósio de 2015 trabalhou o tema “A Imagem: mito, culto e mídia” teve como objetivo trabalhar e discutir as camadas mais profundas da imagem na sociedade, até na mídia, que é uma consequência dessa evolução, segundo explicou Baitello.

O evento contou também com a presença da Profª. Dra. Malena Segura Contrera (PUC/SP) e do Prof. Dr. Alberto Klein (UEL – Universidade Estadual de Londrina).

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook