Marketing Viral nas mídias sociais

26 de novembro de 2013

viral

A Internet e a constante evolução das novas mídias sociais trouxe aos conteúdos publicados na Web um potencial enorme de viralização, uma das principais razões para se investir nesta plataforma.

O verbo “viralizar”, na Web, consiste em conteúdos – vídeos, fotos, textos, sons etc. – que são compartilhados em progressão e rapidamente atingem um grande número de usuários online, transformando-se em trending topics (termo utilizado para denominar os assuntos mais comentados da Web).

Temos três exemplos recentes que podem explicar esta dinâmica. Há algumas semanas, no Facebook, uma brincadeira sugeria aos usuários que não conseguiam adivinhar uma charada trocar as fotos de seus perfis por uma imagem de girafa. Muitos aderiram à brincadeira, incluindo algumas marcas, que aproveitaram a ocasião para socializar com o público.

O vídeo viral que começou a febre do Harlem Shake pelo mundo foi postado no YouTube. Nele, mostram-se apenas 36 segundos da música original e quatro amigos. O sucesso desse vídeo causou grande movimentação pelo mundo todo, fazendo o viral ser reproduzido com elementos diferentes por centenas de uploaders e vistos por milhões de pessoas em muito pouco tempo.

No dia 15 de setembro do ano passado, 11 emissoras de rádio pararam sua programação normal simultaneamente em São Paulo com um pedido a quem estivesse ouvindo: sorria para o motorista do carro ao lado. A ação faz parte da campanha “Inspiração muda tudo e a vida fica assim…uma Brastemp”. Semanas depois foi lançado um vídeo no Youtube com as imagens desse dia que bateu recorde de compartilhamentos no mesmo dia em que foi lançado.

É importante observar essa tendência de viralização e enxergar oportunidades para mostrar trabalhos que, quando bem feitos e proveitosos, podem gerar ótimos resultados.

 

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook