Amazon Flex: a nova ameaça para os serviços de entrega

13 de outubro de 2015

Gabriela Carvalho


A Amazon está testando o “Uber” das entregas a domicílio. Qualquer um pode ser entregador.

landing-page-image-desktop-medium


No final de setembro, a Amazon propôs um novo empreendimento: fazer um “Uber” para entregas. Chama-se de Amazon Flex, podendo ser a mais nova ameaça para os serviços de entregas, tais como: UPS, FedEx, USPS e outras.

O melhor disso tudo é que além de qualquer pessoa (que estão dentro dos padrões da empresa) fazer as entregas da empresa, ela irá receber uma quantia agradável para realizar o serviço, a Amazon paga entre US$ 18 e 25 por hora, dependendo da carga horária escolhida pelos entregadores (sim, eles podem fazer sua carga horária e escolher os dias em que irão trabalhar, não é uma maravilha?).

Assim como o Uber, a Amazon irá fazer um processo de seleção com seus candidatos. Eles irão conferir seus antecedentes criminais, os candidatos precisarão ter pelo menos 21 anos, licença válida para dirigir e um smartphone Android, já que ainda não está disponível para plataforma iOS

Os pacotes que serão entregues por meio deste serviço só serão para assinantes do Amazon Prime Now, que promete entregas em até uma hora, disponível apenas na cidade-sede da Amazon, em Seattle nos Estados Unidos. Mas se tudo der certo, eles irão expandir para as regiões, tais como: Nova Iorque, Baltimore, Miami, Dallas, Austin, Chicago, Indianapolis, Atlanta e Portland. Ainda não à previsão deste novo empreendimento ir para fora dos Estados Unidos.

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook