TCC “vira livro de verdade”

22 de setembro de 2016

Fernanda Iarossi


Confira os desafios das jornalistas formadas pela FAPCOM que lançaram publicação a partir do trabalho de conclusão de curso

O livro, “Meu Corpo, Minhas Regras”, das jornalistas Aline Paz e Uanna Mattos, formadas pela FAPCOM, reúne relatos corajosos de mulheres que não se calam, ao mesmo tempo que lutam e sofrem. “É um grito contra os abusos que sofremos diariamente, sejam estes físicos, psicológicos ou sexuais”.

Entrevistamos as autoras para o Blog da faculdade e trouxemos algumas dicas para quem sonha em transformar as pesquisas acadêmicas ou as produções jornalísticas em livro.

capa-alinepaz&uannamattos-meucorpominhasregras_19072016Capa do Livro: Meu Corpo, Minhas Regras

BLOG FAPCOM – Acabou a faculdade, qual o 1º passo para correr atrás de publicar o livro?

O importante é resolver todas as pendências com o livro. Se quiser fazer alguma alteração, faça. Acrescentar algumas coisas, acrescente. E só depois você começa a fazer a divulgação do seu livro para as editoras, assim todo o processo pós contrato com a editora fica muito mais tranquilo.

BF – Quais dicas para começar este garimpo de procurar editoras?

É bacana procurar editoras que publiquem o mesmo estilo de livro que você escreveu, sem importar se são são pequenas ou grandes. As chances delas se interessarem pelo seu trabalho são maiores.

BF – O livro de vocês vai ser vendido onde? A quanto?

Nós publicamos o nosso livro pela Autografia, uma editora do Rio de Janeiro. Por sorte, uma das meninas que trabalhava lá veio para São Paulo com foco em publicar livros com temas que envolviam as minorias e de também dar uma chance para as autoras mulheres. Por enquanto, o nosso livro é vendido somente no site da editora e diretamente pela fanpage Meu Corpo, Minhas Regras. É preciso um dinheiro – que por enquanto nós não temos – para conseguir distribuir pelas livrarias. Por isso, estamos indo com calma. A editora decidiu levar o nosso título para a Bienal do Livro deste ano, o que foi uma experiência incrível.

BF – Para divulgar o livro editado agora, vocês farão algum trabalho de divulgação ou é a editora quem cuida disso?

Somos nós que fazemos toda a parte de divulgação do livro. O nosso maior foco no começo foi divulgar bastante o evento de lançamento, então fizemos um release e mandamos para alguns veículos, conseguimos uma matéria em dois blogs e também mandamos um press kit para algumas vlogueiras e conseguimos duas divulgação também.

Agora queremos participar de alguns eventos colaborativos e feirinhas também. Queremos focar bastante no boca a boca, para mais para frente conseguirmos desembolsar algum dinheiro pra fazer um marketing mais pesado. Essa semana saímos no site Lado M também, além de ter tido a página compartilhada pelo coletivo Não Me Kahlo. Mas até então o trabalho está bem bacana, nossa página já está com mais de 1.200 curtidas e todos os dias nós aumentamos de pouco em pouco.

BF – Um resumo do que é o livro?

O livro, “Meu Corpo, Minhas Regras” é composto por relatos corajosos de mulheres que não se calam, ao mesmo tempo que lutam e sofrem. É um grito contra os abusos que sofremos diariamente, sejam estes físicos, psicológicos ou sexuais. Mostramos uma parcela do que é resistir nessa sociedade machista e misógina, que enxerga o corpo da mulher como um objeto. Temas como o estupro, o aborto, a violência doméstica, a desigualdade… Para nós, ficou a responsabilidade de transformar este livro num grito de guerra. Escrevemos cada página com o maior respeito pelas mulheres que tiveram a coragem de contar suas histórias. O nosso objetivo é contribuir para que, um dia, a violência contra a mulher acabe e para que outras mulheres saibam que elas não estão sozinhas.

 

aline-e-uanna

As ex-alunas Uanna Mattos e Aline Paz

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook