Startup cria máquina de recarregamento de celular espalhadas por São Paulo

8 de outubro de 2014

size_590_power-plug-socios - blog

Sustentabilidade não é mais uma tendência, é uma realidade. Diferentes empresas, desde multinacionais até startups, pesquisam ideias e insights para inovar o mercado de alguma forma, com foco em como isso pode contribuir para a redução da agressão ao meio ambiente.

Pensando nisso, a startup Power Plug desenvolveu um projeto que usa energia sustentável para recarregar celulares e ainda os mantém trancados, agindo como um minicofre antirroubos. O aparelho fica dentro de uma das seis pequenas cabines, que podem ser destravadas por uma senha eletrônica, que a própria máquina oferece. Ela foi estrategicamente instalada em locais de alta movimentação de pessoas, como aeroportos, bares e restaurantes, sendo o seu serviço gratuito para o público. A startup gera receita por publicidade. Aproximadamente, 100 máquinas já estão espalhadas por São Paulo e o objetivo da companhia é que, até o fim de 2014, mais 100 unidades sejam instaladas em outras cidades. Empresas como Budweiser e Infraero são algumas das que apoiam a ideia.

“O negócio deu certo porque as pessoas usam aparelhos complexos para se manter conectadas no dia a dia e sempre precisam de um ponto de recarregamento quando estão fora de casa ou do escritório”, segundo Fernando Gorayeb Belem, de 26 anos, advogado e um dos sócios da Power Plug. “É uma tendência que vai ser fortalecida no Brasil por causa da demanda.”

A Power Plug conseguiu identificar uma grande demanda do consumidor, e se colocou como um negócio rentável a partir do momento que contou com anunciantes, tendo uma lucratividade alta. Para as marcas o modelo de negócio também é vantajoso, anunciando em uma “máquina” com alto valor agregado ao seu consumidor.

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook