Saúde emocional e desempenho

16 de Abril de 2016

Larissa Costa


Você já parou para pensar o quanto suas atitudes estão ligadas às suas emoções?

Paula Caputo, Psicoterapeuta, Life Coach e Colunista do portal Administradores, acredita que para conseguirmos alcançar nossos objetivos, efetivamente, devemos compreender o percurso que fazemos para tal e como lidamos com ele.

artigo_93054
Em seu artigo, “Higiene emocional”, Paula destaca a importância de enfrentar as situações difíceis, reconhecendo que os erros, ou mesmo as dificuldades, existem para serem superadas, trazendo fortalecimento e autoconhecimento.

Na área de pesquisa clínica em saúde, onde atuei por algum tempo, costumamos lembrar aos novatos acadêmicos que não há trabalho com resultado negativo, pois os trabalhos em que isso acontece também têm seu valor na hora da tomada de decisão para uma prática ou outra.

Assim também deve ser na vida. Devemos lembrar que os resultados negativos, também, abrem portas e alteram rotas. O importante é continuar focado aonde se quer chegar.

É necessário enfrentar nossos medos limitantes, nossos traumas ou imperfeições. Somos humanos e o acerto e o erro fazem parte do processo. Não se deprima ou se machuque demais, cuide de sua saúde emocional da mesma forma que trata de sua saúde física, com zelo. Faça o que for necessário e deixe fluir”, aponta a psicoterapeuta.

Para ela, é fundamental compreender nossos limites, pois só assim conseguiremos trabalhar com nossa capacidade máxima. Além disso, é importante não adormecer as emoções ou “anestesiá-las”. “Se autoconhecer e experimentar-se é o começo do trabalho […] O desenvolvimento de suas habilidades e estratégias será facilitado, pois você saberá quem é, conhecerá seus limites e seus pontos fortes, pois validou seu potencial […] E assim, não há sonho, meta ou objetivo que não seja alcançado, e aí é só uma questão de tempo até as coisas acontecerem”, finaliza Paula.

O artigo completo você confere clicando aqui.

Deixe nos comentários como anda sua higiene emocional e como pode melhorá-la!

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook