Projeto Ara: Smartphones modulares

26 de junho de 2015

Por Yasmim Aguiar


A princípio, o Projeto Ara se chamava Phonebloks, criado por Dave Hakkens, que lançou um vídeo no YouTube explicando o projeto e pedindo patrocínio para que o projeto pudesse ser realizado, e foi aí que a Motorola apareceu e decidiu investir.

Agora é o Google quem comanda o projeto que se trata de uma nova geração de smartphones moduláveis, permitindo ao usuário trocar componentes do celular, como bateria, câmera, memória, processador, infinitas possibilidades, sem que ele precise comprar um novo aparelho. Todos sabem que isso é ótimo, já que a vida útil de smartphones é programada para não durar. Um smartphone dura cerca de 3 anos (isso se o usuário for bem cuidadoso), porém com o tempo a bateria não carrega direito, o sistema operacional fica ultrapassado e por aí vão os problemas…

ara 3

Solução (ou não) de todos os nossos problemas, a Google ainda não tem data de lançamento dos seus smartphones modulares. A única coisa que temos até agora é o nome de um de seus protótipos: Spiral 2, smartphone com peças intercambiáveis montado pelo usuário, apresentado em julho do ano passado. O anúncio foi feito durante a Conferência de Desenvolvedores Ara, que aconteceu no Condado de Mountain View, Califórnia (EUA).  O smartphone pretende estar disponível em Porto Rico no fim do ano, mas só para testes e não é para o público geral (infelizmente).

Pessimistas ainda sobre uma data para o lançamento do Ara, pois, Paul Eremenko, líder da equipe responsável pelo projeto, acabou de deixá-lo depois de dois anos de desenvolvimento. Acredita-se que ele era o principal idealizador do celular modular e sua saída pode não ser nada boa para quem esperava ansiosamente pelo smartphone. É uma pena que o celular modular talvez não esteja dando frutos, pois era uma alternativa para a redução do lixo industrial e a redução no custo para a atualização de smartphones.

O projeto não parece ter sido abandonado pela Google, mas sua ausência na conferência deste ano foi notada por muitos entusiastas. Vamos torcer para que o novo líder do Ara consiga direcioná-lo para que o projeto chegue mais rápido até o mercado de consumo!

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook