Homem-Formiga: “Eu entendi a referência”

10 de agosto de 2015

Por Juliana Oliveira


5u5u5

Desde que a Marvel lançou filmes inspirados no fantástico universo dos quadrinhos, muitos heróis começaram a surgir. Um fator interessante é que os filmes exibidos se interlaçam entre si, pegando muitas referências dos HQ’s, além de possuírem outros fatores que modificam (de certa forma) as histórias para se adequar ao seu público que está cada vez mais exigente e querendo mais dos filmes e, claro, dos heróis favoritos.

Para quem conhece um pouco dos quadrinhos, sabe que o Homem Formiga é um dos fundadores dos Vingadores (e não para por aí). Vários Easter Eggs estão presentes no filme, como as cenas pós-créditos, que dão uma pequena prévia de Capitão América: Guerra Civil, e até a cidade onde o filme se passa (que não foi uma coincidência).

Scott Lang (Paul Rudd) é um ladrão talentoso que está prestes a sair da prisão, possui uma conturbada relação com a sua ex-mulher e seu atual marido, além de tentar de todas as formas manter-se perto da filha. O filme mostra, também, como é difícil para um ex-presidiário voltar a conviver em sociedade. Após perder um emprego, Lang acaba retornando para o mundo de crime. Seria apenas mais um trabalho, quando decide com seu amigo Luis (Michael Peña) invadir uma casa.

P-R-O-N-T-O!

Ao roubá-la, Lang encontra o traje do Homem-Formiga e após fazer “testes” resolve devolver o uniforme (o que não acaba nada bem). Depois do desenrolar desse episódio, conhece o cientista Hank Pym (Michael Douglas), criador do traje, além de sua filha Hope (Evangeline Lilly).

O traje permite que o usuário consiga diminuir o tamanho e ganhe mais força e agilidade. Pym e sua filha precisam da ajuda de Lang para roubar a tecnologia do traje, visto que a mesma está sendo utilizada para a criação de um outro, que cairá nas mãos erradas.

yryteer

Ufa! Já digo que isso é só um pequeno resumo e tem MUITA coisa ainda. Sinceramente, considero o filme no mesmo patamar de Guardiões da Galáxia, mostrando que nem tudo gira em torno dos personagens mais conhecidos, e que sim, a Marvel acerta em cheio quando explora outros heróis. Além disso, as cenas pós-créditos têm importância para os próximos filmes. Tanto que o Homem-Formiga se passa entre Vingadores – A Era de Ultron e Capitão América – Guerra Civil (que tem fatores importantes revelados), mostrando explícitas referências.

O filme trata-se de uma história de origem e o personagem é alguém que nunca imaginaria ser herói. É uma mistura de gêneros que consegue envolver aventura, ação e, é claro, comédia, que é característica da Marvel.

Enfim, não percam tempo de assistir Homem-Formiga (e assista em 3D), pois os efeitos são ótimos, dando uma ótima fotografia ao filme. Duas horas de puro entretenimento, com personagens importantes e ação.

Confira o trailer:

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook