Está difícil montar as apresentações para o trabalho, seminário ou TCC?

2 de abril de 2015

Anote essas dicas para fugir de conteúdos densos e técnicos (e desinteressantes) e garantir apresentações estratégicas, simples (e inspiradoras)


Por Fernanda Iarossi, professora da FAPCOM


 

la gracia1

Não importa se usa o Power Point, curte mais o Prezi ou não vive sem os recursos do After Effects. Toda apresentação, com texto, som ou imagem, usando qualquer plataforma ou programa para a sua montagem, tem que transmitir ideias e dados de maneira eficiente.

E dá para fazê-la sem que junte apenas um amontoado de textos, números e informações de maneira chata e desinteressante? Com as dicas da oficina “Bate-papo interativo: Revolucione seu jeito de pensar e fazer apresentações”, com Flávio Reis, da La Gracia Desing, especialista em criação, consultoria e cursos de Design de Apresentação, suas apresentações podem ficar muito mais interessantes.

Saca só:
1) Nunca comece pelo título: primeiro pesquise e somente depois de tudo organizado pense nas palavras que ajudam a resumir a essência da sua apresentação. Vale fazer anotações num caderninho, montar um arquivão power em um editor de texto, grifar livros, resgatar textos e artigos. Depois do esqueleto montado, defina o título.

2) Lembre-se de que a apresentação tem sempre que ser pensada a partir do repertório da audiência. Por exemplo, o público conhece os termos técnicos mencionados ou precisam ser explicados tim-tim por tim-tim? Fuja do óbvio para que a sua plateia não durma ou ache seus slides desinteressantes.

3) Crie um padrão, uma identidade visual comum entre os slides: valem cores, tipos de fontes, formatos e formas, estilo das imagens. Tente criar uma amarração visual entre todos os quadros que mostrar. Se falta inspiração, pince ideias em apresentações corporativas citadas pelo Flávio durante a oficina.

4) Corte palavras, frases, sem dó. Isso mesmo: desapegue da massa de texto enorme. Vale mais reunir palavras-chaves e dados importantes (sejam números, porcentagens, dados históricos, breves descrições ou citações…) e tentar transformá-los em tabela, gráfico, infográfico e outros recursos visuais. Mas cuidado: em excesso, podem atrapalhar a mensagem que quer passar.

5) Além de se preocupar com a formatação visual da apresentação, revise o conteúdo que irá apresentar. Nada pior que erro de digitação, concordância, grafia, acentuação (ou simplesmente assassinar a língua portuguesa) tirar o brilho dos seus slides.

6) Credite, cita a fonte das informações e imagens que usou. E cuidado com a sua postura na hora de falar: evite caras e bocas, gesticular demais, olhar para o nada ou somente num ponto fixo.

Acesse mais dicas no e-book 4 dicas para uma apresentação de TCC matadora divulgado nos murais da FAPCOM.

A oficina fez parte da III Mostra de Tecnologia da FAPCOM, que contou com palestras e exposição de trabalhos dos alunos da instituição.

la gracia2

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook