Entrevista com Rady & Cury, os ex-alunos da FAPCOM com milhares de seguidores no Instagram

4 de Maio de 2015

Criatividade, vontade, identificação, alguns perfis no Instagram e milhares seguidores. Esses são alguns dos itens que levaram a dupla @lurady e @geen_cury, ex-alunos de Relações Públicas e Rádio, TV e Internet da FAPCOM, a conquistarem alta relevância na web, chegando a ganhar dinheiro com o projeto iniciado na graduação.

Donos dos perfis @felixamargo, @inesinvejosa@novosprodutos, @acordeiMAISvenenosa, Luciana Rady e Jorge Cury destacam que, apesar de parecer (e é!) divertido trabalhar com redes sociais, é necessário um profissional que esteja antenado às novidades e à mecânica do universo desta atividade, que migra para o atual muito rápido. É importante conhecer e entender seu público e o mercado, ter uma visão ampliada a respeito do que pode ter potencial no futuro, como evoluir e adaptar-se às constantes mudanças.

04-05 (1)

Jefferson Vidal, Lu Rady, Jorge Cury e Jéssica Cristina

A entrevista com a dupla Rady & Cury, durante a III Mostra de Tecnologia, foi realizada pelos alunos do 3º semestre de RP – Noturno da FAPCOM para a disciplina de Práticas Laboratoriais em RP, ministrada pela Profª. Ms. Denise Aquino, e com aprovação do Coordenador do  curso, Prof. Dr. João Nery. Confira:

FAPCOM: Antes de começar a primeira pergunta, gostaríamos de parabenizá-los pelo trabalho que vocês têm desenvolvido. Agora, conte-nos um pouco mais sobre a ideia de criar este projeto ainda como estudantes, e que tipo de influência teve o curso de cada um de vocês neste projeto? Imaginavam a repercussão que este projeto teria? E ainda, gostaríamos de saber se houve alguma dificuldade no decorrer desta concretização?

Rady & Cury: Obrigado. Quando estávamos na faculdade não tínhamos esta parceria, o Jorginho começou primeiro, ele tem algumas páginas no Twitter e essas fizeram muito sucesso no Brasil. Após o término da faculdade, voltamos a conversar e surgiram algumas ideias, eu pensei em ganhar dinheiro com isso e começamos a criar páginas nas redes sociais, principalmente no Instagram. Não houve dificuldades, até mesmo porque não esperávamos que as páginas ganhariam tantos seguidores como temos hoje, isso nos faz acreditar que deu muito certo. Sempre buscamos utilizar as redes sociais que estão fazendo sucesso atualmente e falar sobre coisas do dia a dia – Eu, por ter feito RP, gosto de me relacionar com os públicos e com os nossos atuais clientes, já o Jorginho faz fica responsável pela parte da criação.

FAPCOM: Existiu um fato ou pessoa que teve influência para a criação deste projeto? E quando passou de apenas um projeto, para posts patrocinados?

RC: Não existiram influências, apenas vontade, e as coisas foram acontecendo naturalmente. Não tínhamos muitas pretensões como dissemos na pergunta anterior. Surgiu a ideia de criar o @novosprodutos para trabalhar com a divulgação de diversos produtos e assim também alavancar os nossos rendimentos, por meio da divulgação de diferentes produtos que os nossos clientes possuem.

FAPCOM: O Instagram faz parte dessa nova geração mais atenta às mídias sociais. Na opinião de vocês, esse trabalho nas mídias digitais tem um desempenho melhor quando feito por jovens? Que características um profissional que trabalha com redes sociais deve ter? E como você veem o futuro desse novo ambiente de comunicação digital?

RC: Sim, possui um desempenho melhor quando realizado por jovens, porque precisa ser antenado às novidades, entender como funciona esse novo mundo digital. As plataformas estão sempre mudando e o público migra para o atual muito rápido. É necessário pensar sempre nas mudanças e no futuro. Acreditamos que esse trabalho não vai ter fim, justamente pelas mudanças e porque possuímos diversos públicos, desde adultos até as crianças. O que fazemos é sempre nos mantermos atualizados do que ocorrerem nas plataformas atuais e nas novas mídias que têm potencial para crescer no futuro. Esse constante monitoramento nos ajuda a ter uma visão de como o mercado pode evoluir e também como poderemos nos adaptar a essas constantes mudanças.

FAPCOM: No começo do projeto, vocês imaginariam chegar ao nível que estão hoje? Quais foram as principais conquistas obtidas por vocês através desse trabalho?

RC: Não imaginávamos essa repercussão e nem chegar onde estamos. No começo, era apenas um projeto e sem muitas pretensões. Ganhamos diversos prêmios, e temos até hoje a participação em várias premiações que buscam, também, premiar donos de outras páginas semelhantes à nossa. É difícil enumerar a maior ou melhor conquista que tivemos, pois, a repercussão e o crescimento que ocorreram foi além de uma surpresa e novidade para ambos e estamos muito felizes com tudo que está acontecendo conosco.

FAPCOM: Conte um pouco sobre a carreira profissional de vocês hoje em dia, e o que projetam para o futuro.

RC: Hoje estamos com três páginas no Instagram: @felixamargo, @inesinvejosa, @novosprodutos. São trabalhos diferentes, trabalhar com humor é escrever sobre o dia a dia e não tem necessidade de tantos cuidados, porque as pessoas se identificam com aquela situação e curtem. No projeto @novosprodutos, precisamos ter muito cuidado ao descrever o produto, porque o público cobra todas as características do que está sendo vendido.  Projetamos estar sempre evoluindo e mudando conforme as plataformas vão se desenvolvendo e também surgindo novos ambientes digitais.

FAPCOM: Quais dicas vocês dariam aos estudantes que estão pensando em desenvolver algum projeto ainda dentro da faculdade? Qual é o melhor caminho a seguir? Qual incentivo vocês dariam?

RC: Incentivamos àqueles que estão projetando algo no qual se identificam. Para trabalhar e poder se sobressair é necessário gostar do faz, parece clichê, mas é a verdade. Hoje trabalhamos com algo que gostamos bastante e nos sentimos realizados por isso, dessa forma o melhor conselho que temos é este. Se você faz o que gosta, sempre estará feliz e realizado profissionalmente.

04-05 (2)

@lurady e @geen_cury

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook