ClapMe: o espírito da startup com o princípio da comunicação

7 de abril de 2016

Por Mábily Regina de Souza, aluna de Jornalismo


Filipe Callil, jornalista e atual sócio da plataforma ClapMe, trouxe à IV Mostra FAPCOM de Tecnologia suas experiências não apenas como comunicador, mas também como empreendedor em constante transformação.

Mostra de Tecnologia_Fapcom_Monitoria_Bianka_ (36)

Foto por Bianka Rodrigues de Azevedo Sousa, aluna de Fotografia

O ClapMe é uma plataforma digital on demand, assim como o Netflix, em que os usuários pagam uma taxa mensal e têm acesso a shows online transmitidos ao vivo, seja de um músico amador de garagem até nomes mais conhecidos, como o CPM22. O projeto tem como objetivo levar ao assinante shows de diversos lugares sem que o mesmo precise se deslocar.

Segundo Callil, a ideia surgiu quando ele ainda trabalhava como jornalista na Rede Record, na produção do Domingo Espetacular em 2011. O fato de nem sempre acreditar completamente naquilo que ele transmitia aos espectadores através das matérias que participava impulsionou um desejo de fazer exatamente o inverso: trabalhar com algo em que realmente acreditasse, e unir pessoas que acreditassem também. Juntando-se a alguns amigos, atualmente sócios, deram início ao projeto que hoje possui mais de 150 mil usuários, alguns deles além dos territórios brasileiros, e ainda em crescimento.

clapme

Entre suas experiências como jornalista até seus sufocos como empreendedor, Filipe trouxe ao público o princípio de que devemos estar sempre atentos e dispostos a mudanças, mais ainda quando isto representar crescimento e aprendizagem. Algo que nem sempre estamos tão preparados ou somos maduros para reconhecer. Está aí um desafio para vida toda!

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook