Mesa de trabalho e a identidade do profissional

14 de fevereiro de 2014

ESCRITORIO-blog 

No trabalho, pequenos detalhes podem definir o perfil do profissional, e a mesa onde ele trabalha é uma verdadeira demonstra sua identidade. A organização pode variar conforme a empresa, área ou cargo, e é preciso estar em sintonia com esses fatores para não se prejudicar e transmitir más impressões aos colegas.

É importante não deixar acumular uma enorme pilha de papéis em sua mesa, perdendo-se na organização e deixando a aparência de que o funcionário não é capaz de lidar com suas obrigações diárias. Pode ser equivocado, por outro lado, concluir que o funcionário está trabalhando muito por sua mesa estar sempre cheia. Mas as chances de causar má impressão com tal desorganização são maiores.

Em artigo publicado na Folha, alguns especialistas opinaram sobre o assunto (acesse clicando aqui). Uma das dicas foi não manter fotos, brinquedos e bichinhos em excesso sobre a mesa de trabalho, pois pode passar a imagem, aos outros, de um profissional infantil ou desfocado, que pode se distrair facilmente, apegado às coisas exteriores. Post-its colados por toda parte trazem a imagem de um profissional bem atarefado, mas que, às vezes, não dá conta do serviço.

Até mesmo manter a mesa rigorosamente vazia, constantemente sem absolutamente nada também pode trazer efeitos negativos. Segundo os especialistas, ela até passa a impressão de organização, mas traz a imagem de um profissional frio, metódico e que não tem muitas perspectivas na empresa, afinal ele não está se estabelecendo à vontade naquele lugar.

Conte pra nós: como é a sua mesa de trabalho? O que você acredita que precisa mudar? Você concorda com essas orientações? Nunca é tarde para fazer mudanças que possam trazer desenvolvimento para sua carreira.

 

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook