As metáforas de um “meow”

31 de julho de 2015

Por Juliana Oliveira


cat10 (1)

Só quem tem um felino sabe como é. São tantas emoções que até você se confunde: ou ele mia de fome ou quer carinho. Ele até pode brincar com uma lã, mas prefere transformar o seu cadarço em uma. Não podemos esquecer de sacolas ou caixas, independentemente do tamanho do gatinho, ele ficará contente em entrar dentro delas. Ou, quando você está usando o computador ou lendo um livro, ele terá o prazer de subir em você, sem a menor vergonha. E quando eles não estão com um bom humor, tenha o prazer de se sentir ignorado. Pior do que mensagem não lida, é ser ignorado pelo seu bichano.

Pois bem, bem-vindo ao mundo dos felinos! Mesmo com tudo isso, não podemos negar que ter um é simplesmente uma experiência maravilhosa, porque – mesmo não parecendo – você terá um ótimo companheiro, vai por mim. Para mostrar essas situações de forma cômica, a loja russa Lingvistov, criou uma série de ilustrações sobre o dia a dia de um gato e seus benefícios.

cat7

cat9

cat41

*Para conferir mais ilustrações, clique aqui.

Super bacana, não? Tenho certeza de que você se identificou com pelo menos duas. Para mostrar também esse mundo felino, a designer Manu Cunhas criou o livro “Como diria meu gato”, com ilustrações inspiradas em seus dois gatos. Os desenhos também são publicados desde 2013 na página do Facebook “Adote um Ronrom”, que além de ajudar gatos, promove doações.

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook