Ação Social: Todos precisam de uma segunda chance

30 de setembro de 2015

Por Daniela Guimarães


Quando falamos em segunda chance, muitas pessoas torcem o nariz. Afinal, se alguém sabe como fazer algo dar certo, ela vai fazer isso. Na teoria é tudo muito fácil, mas na prática, nem sempre o que é certo para uma pessoa, é certo para outra, ou até mesmo o que parecia certo em um momento, já não é tão certo assim agora.

Mas aqui está uma prova de que sim, as coisas podem funcionar quando damos uma segunda chance, e isso vale tanto para pessoas como para animais. Um projeto chamado Jail Dogs está mudando a realidade de animais abandonados e presidiários do Estado da Geórgia.

chance1

Os animais envolvidos foram deixados em um Centro de Zoonoses e seriam inicialmente sacrificados por terem um comportamento considerado violento. Ao ingressar no projeto, o animal passa a receber um tratamento intensivo dentro do presídio com duração de 12 semanas. Durante esse tempo, os presidiários são os responsáveis pela higiene, alimentação e adestramento desses animais.

chance2

Além de proporcionar uma grande melhora no bem-estar dos bichinhos e na relação entre humanos e animais, o adestramento de cães está mudando a vida desses presidiários. Realizando essa atividade, eles estão aprendendo uma profissão que exige muito cuidado e experiência, e o sucesso no adestramento desses animais violentos, já gerou algumas contratações dessas pessoas em pet shops e clínicas veterinárias assim que eles terminaram de cumprir sua pena e deixaram o presídio, facilitando a ressocialização.

Confira abaixo alguns vídeos sobre o projeto:

 

 

Twitter
Instagram

Flickr

Henry Carroll na FAPCOM

Facebook